Belezas do Ceará.

quinta-feira, 11 de julho de 2019

29 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente | Levantamento inédito sobre direitos das crianças no Brasil

Relatório mostra retrocesso em direitos e dá voz às crianças de todo o Brasil; os dados são comparados com o mundo


Desde 2015 o Brasil passa por retrocessos nos direitos sociais das crianças e adolescentes, é o que mostra o relatório inédito “Child Rights Now – Análises da Situação dos Direitos da Criança”, feito pelo Grupo Joining Forces. O levantamento compara tópicos relacionados aos direitos das crianças e adolescentes à luz dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU para 2030, com dados desde 1990, quando o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) foi criado. Destaque também para a voz dos principais interessados no tema: crianças e adolescentes do Brasil inteiro se reuniram em grupos focais para dizer o que entendem sobre seus direitos e quais as soluções para garanti-los.

Hoje,10 de julho, em São Paulo, o grupo se reuniram para debater evidências que permitam observar as tendências de implementação dos ODS que impactam na realização dos direitos das crianças. O tema central será: “Convenção dos direitos das Crianças e Agenda 2030: qual é o diagnóstico do cenário brasileiro? Quais são as conquistas e os desafios atuais?”

A densa pesquisa expõe quatro temas prioritários, considerados críticos e em áreas com necessidade de “virar o jogo”, que estão sendo gravemente violados. Entre eles: acesso à educação de qualidade; convivência familiar; desigualdades, abusos e violências de gênero; e extermínio de adolescentes e jovens negros. Cada um desses tópicos é elaborado com estatísticas e analisado individualmente. O cenário apresentado é alarmante: 33 milhões (61% do total) de crianças e adolescentes brasileiros vivem na pobreza ou em privação de ao menos um direito, segundo a UNICEF.

Em relação a cada tema prioritário, os números mostram avanços e retrocessos. No campo da pobreza e desigualdade, o Brasil diminuiu o índice de pobreza extrema de 25,5% para 3,5% entre 1990 e 2012. Já entre 2014 e 2017, esse número dobrou de 5,2 milhões para 11,8 milhões. No que tange os jovens negros, eles constituem 77% do número de adolescentes que cumprem medidas de privação e restrição de liberdade no Brasil. No geral, a soma de adolescentes presos aumentou 58,6% nos últimos seis anos, dado obtido em uma pesquisa do Levantamento Anual do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo de 2018. Outros destaques são os 2,5 milhões fora da escola e as mais de 100 mil meninas que se estima que sofrem violência sexual todos os anos, de acordo com uma pesquisa feita pela Plan International Brasil.

Perguntados sobre os principais problemas que os afetam, as crianças destacam a falta de estrutura familiar, falta de oportunidades, doenças, o crime e as drogas. A adolescente Luanny, de 16 anos do estado do Pará, é apenas um exemplo da realidade de milhões de crianças brasileiras: “Eu morei com meus pais até os 14 anos, mas onde eu morava o ensino só chegava a 7ª serie. E eu tive que escolher: ou ficava lá e me casava cedo, cuidando de filho e roça, ou saia para estudar e trabalhar na cidade em casa de família. Aí eu tive que ir trabalhar na cidade grande aos 14 anos e hoje estudo e cuido da casa de família. Eu varro, lavo a louça, preparo o almoço, faço tudo”.



Sobre o Joining Forces

O Joining Forces é constituído por cinco Organizações Não-Governamentais (ONGs) Internacionais no Brasil. O grupo traz dados de fontes oficiais junto às vozes de um diverso grupo de jovens, que discutem seus direitos. São eles:

Aldeias Infantis SOS Brasil: a Children’s Villages SOS (Aldeias Infantis SOS Brasil) é uma organização humanitária global de promoção ao desenvolvimento social, que trabalha em todos os estados brasileiros, há mais de 50 anos, na defesa, garantia e promoção dos direitos de crianças, adolescentes e jovens.

ChildFund Brasil: há 52 anos no país, o ChildFund Brasil - Fundo para Crianças é uma agência humanitária internacional de proteção e assistência a crianças, adolescentes, jovens e famílias em situação de pobreza. Atua nos estados de Minas Gerais, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Amazonas, Piauí, Bahia e Goiás.

Federação Internacional Terre des Hommes: formada em 1966, é a rede que reúne 10 organizações que trabalham pelos direitos da criança e promovem seu desenvolvimento pleno sem qualquer forma de discriminação. No Brasil a Federação está presente desde 1984 com atuação nas regiões norte, nordeste e sudeste.

Plan International: com 80 anos de história, a Plan International é uma Organização não governamental, não religiosa e apartidária que defende os direitos das crianças, adolescentes e jovens, com foco na promoção de igualdade de gênero, atuando em São Paulo, Maranhão, Piauí e Bahia desde 1997.

Visão Mundial: a Visão Mundial é uma organização cristã de desenvolvimento e resposta às situações de emergência. Está no Brasil desde 1975 atuando em todos os estados brasileiros, através de programas e projetos nas áreas de proteção, educação, advocacy e emergência, priorizando crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidades diversas.

Prefeitura de Fortaleza amplia Bicicletar Corporativo com mais 10 novas estações em prédios públicos municipais



A Prefeitura de Fortaleza está ampliando o Bicicletar Corporativo, sistema de bicicletas compartilhadas voltado para colaboradores da gestão municipal, com mais dez novas estações em prédios públicos. Tendo como propósito estimular que empresas e instituições também adotem a prática diária do ciclismo, a iniciativa faz parte do “Parceria por Cidades Saudáveis’” (Partnership for Healthy Cities, em inglês), que engloba mais de 50 cidades ao redor do mundo e é patrocinado pela Fundação Bloomberg Philanthropies, com sede em Nova Iorque (EUA), em parceria com a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a ONG norte americana Vital Strategies.

Ainda com caráter piloto, além das 10 novas estações, mais 19 novas bikes serão adicionadas ao sistema. Com isso, agora o sistema passará a contar com 16 estações e 59 bicicletas em operação em prédios públicos da administração municipal para os colaboradores da Prefeitura de Fortaleza. Dessa forma, também passam a contar com paraciclos e estações virtuais as instituições abaixo relacionadas, além das já existentes:

Novas estações

1 – Secretarias de Urbanismo e Meio Ambiente e a de Infraestrutura (Seuma/Seinf)

2 – Guarda Municipal

3 – Secretaria Regional II

4 – Secretaria de Finanças e de Saúde (Sefin/SMS)

5 – Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor)

6 – Instituto de Previdência do Município e Coordenadoria da Juventude (IPM/Juventude)

7 – Secretarias de Educação e de Planejamento, Orçamento e Gestão (SME / Sepog)

8 – Secretaria Regional III e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)

9 – Autarquia Municipal de Urbanismo e Paisagismo (UrbFor)

10 – Hospital Da Mulher

Estações em operação desde 2018

11 – Paço Municipal

12 – Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP)

13 – Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC)

14 – Secretaria Regional I

15 – Secretaria Municipal de Turismo (Setfor)

16 – Instituto Dr. José Frota (IJF)

Iniciado em março de 2018, o Bicicletar Coporativo é coordenado pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e tem caráter de piloto, com o objetivo de conscientizar empresas e instituições de Fortaleza a promoverem ações de estímulo ao ciclismo com seus funcionários e clientes. Dessa forma, o Bicicletar Corporativo é inovador, sendo também um dos exemplos de iniciativas que incentivam os colaboradores municipais a adotarem o ciclismo como prática diária.

O novo sistema utiliza a tecnologia denominada dockless (sem estação) para o travamento e retirada da bicicleta. Os pontos de retirada e devolução são geridos virtualmente, e as travas encontram-se nas próprias bikes. Para isso, o sistema conta com uma nova tecnologia, com painéis para a captação e armazenamento de energia solar para o gerenciamento da rede. Além disso, as bicicletas contam com equipamento de GPS que permite, em tempo real, fazer a localização das bicicletas via satélite.

Todo o sistema é operado pela empresa Serttel, responsável por dar manutenção técnica nos equipamentos e é patrocinado pelo projeto Cidades Saudáveis com o apoio da Bloomberg Philanthropies. Assim como acontece com os sistemas de compartilhamento de bicicletas e carros elétricos (Bicicletar, Bicicleta Integrada, Mini Bicicletar e VAMO Fortaleza), a gestão pública municipal não tem nenhum ônus financeiro com o sistema Bicicletar Corporativo.

Cadastro e regras de utilização

Os cadastros podem ser realizados pelo site do Bicicletar Corporativo (http://www.bicicletarcorporativo.com.br), e os usuários devem fornecer e-mail, CPF, endereço e número de celular válido para a realização do cadastro, no sentido de confirmação de vínculo com a Prefeitura Municipal de Fortaleza. O usuário poderá ficar com a Bicicleta por um período máximo de 20 horas e, se desejar retirar novamente a bicicleta ao término do período, deverá devolver a bike normalmente e aguardar 1 hora para a próxima retirada. O cadastro para utilização será válido por um ano, podendo ser renovado.

Caso a bicicleta seja retirada após às 17h de uma sexta-feira ou véspera de feriados, a bike pode ser devolvida até às 9h do dia próximo dia útil. Após o período de 20 horas, se a bicicleta não for devolvida, a penalidade é de 24h de cadastro bloqueado para cada 60 minutos de uso excedente. O sistema funciona todos os dias das 5h às 23h59 para retirada de Bicicletas, mas a devolução pode ser feita a qualquer horário do dia em qualquer ponto de retirada e devolução.

A bicicleta poderá ser presa em qualquer lugar, porém as viagens só serão iniciadas ou encerradas nos pontos de retirada e devolução. Caso o usuário prenda uma bicicleta fora de um desses pontos de retirada e devolução, seu passe não será encerrado, fazendo com que o tempo de uso permaneça ativo.

Para atendimento ao usuário, é disponibilizada Central de Atendimento pelo telefone 4003-9594 e também pelo Whatsapp (+55 11 9 5087-8448). Todas as informações no sistema podem ser obtidas por meio dos canais de atendimento, do site do sistema e do aplicativo móvel “Bicicletar Corporativo”, disponível para Android e iOS. Em caso de algum imprevisto na bicicleta, o usuário deve comunicar imediatamente a Central de Atendimento para que seja acionada a assistência técnica.

Sobre a “Parceria por Cidade Saudáveis”

A Bloomberg Philanthropies e seus parceiros apoiam uma rede global de governos municipais em todo o mundo para acelerar a implementação de intervenções de políticas comprovadas e de alto impacto para prevenir doenças não-transmissíveis e lesões. A parceria aproveita o posicionamento único dos prefeitos para ajudar a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU até 2030, incluindo melhorar a saúde e criar cidades mais seguras e sustentáveis. Mais informações estão disponíveis em https://partnershipforhealthycities.bloomberg.org/.

Frente em Defesa do DNOCS será recebida pelo Governador em exercício



O governador em exercício, deputado José Sarto Nogueira, vai receber o grupo de líderes da Frente Cearense e Nacional em Defesa do DNOCS, na próxima terça- feira, às 10 hs, no Palácio da Abolição .A solicitação partiu do presidente da FAEC, Flávio Saboya, que juntamente com os membros da Frente vão apresentar documento com as ameaças, oportunidades e desafios do DNOCS. Na ocasião vão solicitar também o apoio da Assembleia para a realização de uma audiência pública na Casa .Esta é a quarta reunião do grupo.

Projeto visa revitalizar perímetro de irrigação do Baixo Acaraú



O Programa do Distrito Irrigado Baixo Acaraú – DIBAU, criado pela Prefeitura municipal de Marco, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, tem como objetivo priorizar a atividade econômica, selecionar atores (empreendedores), formar comitê gestor, fazer diagnostico, construir plano de ação, lançar plano de ação, identificar os agentes econômicos, identificar agentes financeiros, executar, monitorar e fortalecer a governança dos envolvidos.

A meta é revitalizar o perímetro de irrigação do baixo Acaraú, devido os últimos 6 anos de seca, o perímetro passou por grande dificuldade e a área plantada foi reduzida à 600 hectares no pior momento da seca, em 2016. No último ano, foram irrigadas 3.100 hectares e a ideia é que, em 2019, volte a ser alcançado 4.000 hectares, com diversos tipos de frutas. Segundo o Secretário Júnior Osterno, projeto conta com a parceria do SEBRAE, Prefeitura de Marco, Cooperativa Nutrivale, DNOCS/DIBAU.

Prefeitura de Fortaleza lança programação especial para a alta estação



A Prefeitura de Fortaleza abre oficialmente, por meio da Secretaria Municipal do Turismo (Setfor), a temporada das férias de julho. No domingo (14/07), o Projeto Pôr do Sol retoma suas apresentações no Aterro da Praia de Iracema.

Durante todo o mês, o Praia Acessível, programa que oferece banho de mar assistido a pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida, amplia seu horário de funcionamento e passa a atender diariamente, das 9h às 13h. Realizado pela Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado do Ceará, a iniciativa já realizou, desde seu lançamento em março de 2016, mais de 5.400 atendimentos.

Já o retorno do Projeto Pôr do Sol, que estava previsto para o domingo (07/07), foi adiado devido ao jogo da seleção brasileira na final da Copa América, no mesmo horário. A apresentação será no dia 14 de julho e ficará por conta do pianista Felipe Adjafre, a partir das 17h. A atração, gratuita e aberta ao público, consiste em um concerto instrumental na praia, no final da tarde, proporcionando aos espectadores vivenciarem um pôr do sol de maneira diferente. "A ideia é resgatar o sentimento de valorização do cearense e transmitir esse valor aos turistas", destaca Alexandre Pereira, secretário do Turismo de Fortaleza.

Serviço:
Abertura da nova temporada do Projeto Pôr do Sol
Data: 14/07 (domingo)
Hora: 17h
Local: Aterro da Praia de Iracema, em frente ao Boteco Praia (Av. Beira Mar, 1680 - Meireles)

Programa Mulheres no Parlamento recebe presidente da Câmara Setorial de Turismo e Eventos


Programa Mulheres no Parlamento recebe a presidente da Camara Setorial de Turismo e Eventos, Anya Ribeiro que foi a primeira secretária de turismo do Estado do Ceará . Anya Ribeiro participa do quadro conversa de mulher, onde destaca a posição da Camara Setorial da Adece sobre o turismo que deve ser descentralizado da capital.O Ceará espera receber no mês de julho quase 500 mil turistas. No quadro O que elas fazem no Parlamento , você assiate ao balanço dos cinco primeiros meses desse ano, das deputadas estaduais Erika Amorim, Augusta Brito, Fernanda Pessoa, Patricia Aguiar e Aderlania Noronha.

Assista ao programa Mulheres no Parlamento toda quinta- feira, as 20h30min, com reprise no domingo as 18 hs. pela TV Assembleia, canal 31.1.

Reriutaba realiza XIV ARRASTAPÉ CARNAUBA



Todos estão preparados para o XIV ARRASTAPÉ CARNAÚBA? O tradicional Festival de Quadrilhas de Reriutaba já começa amanhã!

Grandes atrações musicais, disputa de quadrilhas regionais, gente animada, policiamento e segurança reforçada, equipes da saúde, toda uma estrutura preparada para você curtir muito nestes dois dias!

Esse vai ser o ARRASTAPÉ CARNAÚBA, uma das maiores festas juninas do Estado do CEARÁ!!!

Arquivo do blog